Chapa de Lanche para Cozinha Industrial (parte 2)

Chapa de Lanche 2: Qual a ideal para seu negócio

 
Todo negócio tem seu acabamento ideal, e os equipamentos que o compõe fazem parte dessa harmonia. Na parte 1, foi discutido sobre como escolher a chapa de lanche ideal para seu negócio, mas ainda há sobre o que tratar.

É preciso discutir os detalhes da chapa, como seu acabamento e tamanho, além de propor a escolha final de seu negócio: chapa ou grelha?

Por isso, prossiga com a leitura e veja mais sobre a chapa de lanche e quais aspectos dela você deve entender antes de adquirir.

 

Chapa de lanche: qual o melhor para negócios, chapa ou grelha?

 
Antes de chegar aos detalhes finais, é preciso que já tenha feito a escolha: chapa ou grelha? Se ainda não chegou a uma conclusão, é preciso que você observe um aspecto de sua cozinha: qual a necessidade do seu empreendimento?

Ambos contam com aquecimento abaixo de sua superfície, mas suas diferenças são significativas. A superfície lisa da chapa se encaixa para preparação de hambúrgueres, ovos, panquecas e até mesmo bacon (alimentos não profundos).

Além disso, facilita a movimentação e espalhamento do alimento pela chapa através da espátula.

Já a grelha apresenta estrias que “grelham” a carne profundamente, deixando marcas no alimento. Além disso, costumam conter uma parte para armazenamento da gordura que escorre da carne.

Dessa forma, pode cozinhar carne de hambúrgueres (e carnes em geral), sanduíches, entre outros similares.

 

Detalhes da chapa de lanche

 
Por fim, há detalhes que devem ser tratados quanto a chapa – e que permitirão que escolha a ideal para sua cozinha industrial.
 

Espessura de placa

 
A espessura da placa interfere em dois aspectos da chapa: durabilidade e uniformidade de calor. No primeiro aspecto, uma placa grossa é bem mais durável, podendo suportar o aquecimento e resfriamento repetido sem dobras ou sinais de desgaste.

Já no segundo aspecto, o calor se espalha de forma uniforme pela sua superfície, o que torna toda ela utilizável para esquentar alimentos. Isso permite agilidade no trato e servir dos pratos.

Profundidade e largura

Esse requisito interfere no espaço disponível em sua cozinha, então deve ser levado em conta o quanto pode ser ocupado do local antes de escolher. A profundidade de uma chapa costuma ficar entre 30 a 70 cm, dependendo do tipo que busca.

Já a largura é dimensionada com algo próximo de 30 cm, com as chapas de prensa geralmente tendo tamanho de 30 a 60 cm de largura incrementada.

De qualquer forma, essas medidas são variáveis conforme sua necessidade e espaço disponível.
 

Acabamento

 
O material que costuma revestir chapas e grelhas é o aço inoxidável, com as camadas superiores feitas de cromo. Devido ausência de porosidade, não ocorre transferência de sabor entre alimentos, assim como eles não grudam.

Além disso, não acontece dos alimentos adquirirem um gosto metálico ou escurecerem, já que cromo não é reativo.
 

Controles

 
A chapa de lanche é controlada de forma manual, com sua intensidade podendo ser regulada. Pode ser padronizada para cada tipo de alimento, mas no caso de controle termostático, o calor é controlado de forma precisa, conforme manejo do cozinheiro.

Quanto ao controle termostático, ele se encontra em três tipos:

  • Modulação: comum para chapas e grelhas elétricas, são o tipo mais impreciso, com precisão definida entre 1 ºC a 5 ºC;
  • Ação rápida: Normal para chapas médias, possui precisão de 1 ºC na temperatura, o que confere harmonia na precisão;
  • Estado sólido: controle de chapa de grande porte, é a mais precisa, tendo diferença baixíssima do que foi definido na temperatura.

 

Eficiência da chapa

 
A quantidade de calor gerado pela chapa é medido em BTU, o que significa que quão maior é, melhor a taxa de recuperação de alimento. Isso se traduz em cozimento mais rápido e numa máquina mais eficiente.

Os queimadores comuns de chapas elétricas costumam produzir em valor próximo de 20 mil BTU. Já os mais potentes, movidos a gás, costuma produzir entre 30 mil BTU ou mais.

Dessa forma, todos os quesitos abordados serão relacionados na hora que for escolher a chapa de lanche que se encaixa ao seu empreendimento. Espaço ocupado e eficiência são termos-chave nessa hora.

 

Quem leu este artigo leu também:

 
Projeto de Cozinha para o seu Restaurante

Plano de Negócios para uma Cozinha Industrial

Como Economizar na Compra de Móveis Planejados?

Chapa de Lanche (Parte 1)

Batendo o Martelo

A Montagem, Acompanhamento Técnico e Medição Técnica

A Importância do Controle de Temperatura na Segurança Alimentar

Métodos de Cocção mais Comuns no Trabalho de um Cozinheiro

Aprenda como Montar uma Cozinha Industrial

 
Acompanhe o nosso Instagram as novidades do mundo das cozinhas profissionais e tenha diversas idéias para o seu negócio!

Instagram: @bertacozinhas

Comments are closed.