Dicas Berta Cozinhas Industriais

Aço Inoxidável


O aço inoxidável é uma liga de ferro e crómio, podendo conter também níquel, molibdénio e outros elementos, que apresenta propriedades físico-químicas superiores aos aços comuns, sendo a alta resistência à oxidação atmosférica a sua principal característica. As principais famílias de aços inoxidáveis, classificados segundo a sua microestrutura, são: ferríticos, austeníticos, martensíticos, endurecíveis por precipitação e Duplex.
Estes elementos de liga, em particular o crómio, conferem uma excelente resistência à corrosão quando comparados com os aços carbono. Eles são, na realidade, aços oxidáveis. Isto é, o crómio presente na liga oxida-se em contacto com o oxigénio do ar, formando uma película, muito fina e estável, de óxido de crómio - Cr2O3 - que se forma na superfície exposta ao meio. Ela é denominada camada passiva e tem como função proteger a superfície do aço contra processos corrosivos. Para isto é necessária uma quantidade mínima de crómio de cerca de 11% em massa. Esta película é aderente e impermeável, isolando o metal abaixo dela do meio agressivo. Assim, deve-se ter cuidado para não reduzir localmente o teor de crómio dos aços inoxidáveis durante o processamento. Este processo é conhecido em metalurgia como passivação. Por ser muito fina — cerca de 100 angstrons — a película tem pouca interacção com a luz e permite que o material continue a apresentar o seu brilho característico.

Tipos de aço inoxidável

Podemos classificar o aço inox nos grupos:

  • Ferríticos,
  • Austeníticos,
  • Martensíticos,
  • Endurecíveis por precipitação
  • Duplex

Austenítico (resistente à corrosão)

  • equipamentos para indústria química e petroquímica
  • equipamentos para indústria alimentícia (cutelaria) e farmacêutica
  • construção civil
  • baixela e utensílios domésticos

Ferrítico (resistente à corrosão, mais barato por não conter níquel)

  • electrodomésticos (fogões, geladeiras, etc)
  • frigoríficos
  • moedas
  • indústria automobilística
  • talheres
  • sinalização visual - Placas de sinalização e fachadas

Martensítico (dureza elevada, menor resistencia corrosão)

  • instrumentos cirúrgicos como bisturi e pinças
  • facas de corte
  • discos de freio especiais

Propriedades

  • Alta resistência à corrosão
  • Resistência mecânica adequada
  • Facilidade de limpeza/Baixa rugosidade superficial
  • Aparência higiénica
  • Material inerte
  • Facilidade de conformação
  • Facilidade de união
  • Resistência a altas temperaturas
  • Resistência a temperaturas criogénicas (abaixo de 0 °C)
  • Resistência às variações bruscas de temperatura
  • Acabamentos superficiais e formas variadas
  • Forte apelo visual (modernidade, leveza e prestígio)
  • Relação custo/benefício favorável
  • Baixo custo de manutenção
  • Material reciclável
  • De boa fabricação
  • Densidade média = 8 000 kg/m³

Importante

Saiba Mais Sobre - Tipos e Aplicações do Aço Inoxidável 

Dicas Aço Inoxidável

Por que se usa o aço inox em máquinas e equipamentos de cozinha industrial?
R:. Devido a sua resistência, o aço inox suporta bem os esforços físicos exercidos sobre ele, as altas temperaturas, os produtos em manipulação e de limpeza, os ácidos normais da cozinha, além de ser excelente a assepsia.

Qual a durabilidade do aço inox?
R:. Com alguns cuidados o aço inoxidável tem uma durabilidade indeterminável.

Por que alguns inoxidáveis são escovados e não polidos a brilho?
R:. São escovados para diminuir o reflexo da luz, impedindo a passagem da faixa do ultravioleta, ao mesmo tempo, que evita acidentes de trabalho em função do excesso de brilho que pode provocar.

Por que o aço inoxidável é excelente à assepsia?
R:. Suas propriedades são inertes a água, isso significa que o inox não favorece a formação de vida hidrófila. Com superfícies regulares, sem microcavidades que poderiam acarretar acumulo de detritos, o inox elimina a possibilidade de proliferação de bactérias.

Os materiais inoxidáveis suportam líquidos aquecidos?
R:. Sim, mas é importante ter cuidado com o sistema de esgotos, ralos e sifões, estes precisam ser apropriados para suportarem a água fervente e demais líquidos aquecidos, sob risco de vazamentos e manutenções dispendiosas.

O inox pode manchar?
R:. Sim. Há situações que podem ocasionar manchas no aço inoxidável, como em qualquer outro metal.

O que pode causar as manchas?
R:. Frutos cítricos, vegetais pigmentados, restos de gêneros cozidos em contato direto com a superfície de inox por um período igual ou superior a 6 horas, panos e papéis molhados e polidores e saponáceos abrasivos que podem prejudicar a superfície do aço inox.

Dica: Não superaqueça as panelas de aço inox deixando que seu conteúdo ferva até secar. Este procedimento causa manchas difíceis de remover, além de danificar os cabos e o fundo.

O inox se contamina quando em contato com ferrosos?
R:. Sim. O aço inoxidável pode ser contaminado por materiais ferrosos enferrujados. A ferrugem, óxido causa manchas irreversíveis, e em alguns casos mais graves, compromete completamente a máquina ou equipamento.

Como ocorre a contaminação com ferrosos?
R:. Alguns materiais quando molhados, tais como palha de aço, pregos e similares sofrem um processo de oxidação, ferrugem extremamente rápido, deste modo, se estiverem sobre tampos ou mesas, ainda que inicialmente em boas condições poderão afetar seriamente o local, principalmente se ficarem por um período igual ou superior a dois dias.

Limpeza

Qual a freqüência que devo limpar as máquinas e os equipamentos de inox?
R:. A freqüência de higienização é estabelecida conforme a intensidade do uso, mas em hipótese alguma deverá ocorrer em um período superior a 6 horas, entre o término de seu uso e de sua limpeza. A maior parte dos detritos, principalmente os ácidos, após esse tempo, podem causar danos irreversíveis no inox.

Posso utilizar produtos tóxicos na limpeza?
R:. Não recomendamos utilizá-los no ciclo de limpeza e higienização dos seus materiais. Todos os produtos tóxicos deixam resíduos superficiais que podem se transferir para os alimentos.

Então, o que se deve utilizar na limpeza diária dos equipamentos?
R:. Aconselhamos utilizar apenas água e detergente neutro. Evite o uso de detergentes com aromatizantes, pois podem contaminar os alimentos com seus odores. Não há restrições de detergentes clorados, desde que o enxágüe seja eficiente.

Como preceder na limpeza rotineira?
a) Remova todos os detritos da superfície e dos fundos das cubas.
b) Retire a cesta da válvula retentora americana e posteriormente os detritos que por ventura existem (em caso de tampos ou mesas com cubas).
c) Abra a torneira de água e deixe escorrer por alguns minutos, para reciclar a água acumulada nos sifões e ralos sifonados.
d) Molhe as superfícies a serem higienizadas.
e) Faça uma solução concentrada de detergente com água morna e, aplique a solução com auxílio de uma esponja não abrasiva linearmente com movimentos firmes e uniformes,  no sentido do acabamento polido. Um dos fornecedores recomendados pela BERTA é a 3M que possui os produtos Scotch-Brite Pano Alta Performance, Scotch-Brite Fibra Não Risca e Esponja Não Risca, dentre outros similares que possam atender esta operação.
f) Enxágüe em seguida imediatamente, antes que a solução seque.
g) Enxugue com pano úmido.
h) Seque com um pano absorvente.

 

Comments are closed.